Prémio Nobel da Paz 2018

O ginecologista congolês Denis Mukwege descobriu no dia 5 de Outubro que foi co-vencedor do Prémio Nobel da Paz de 2018 quando estava na sala de operações da sua clínica Panzi, em Bakavu, onde opera vítimas de violência sexual. Já Nadia Murad, com 25 anos, sobreviveu à tortura e escravidão sexual pelo Estado Islâmico e é hoje uma porta-voz do seu povo, os yazidis iraquianos. Agora, divide o Nobel da Paz com o médico congolês Denis Mukwege. Estes são dois seres humanos que vivem para uma causa e têm uma missão nas suas vidas: dar a mão a quem precisa da sua ajuda. São, por isso, pessoas extraordinárias que vamos procurar conhecer.